Umber

Human Paladin

Description:

-Primeiras memórias são de uma tempestade gigante, casas a arder e muitos gritos, seguidos de um cheiro forte a mar.

-Cresceu em servidão involuntária num bordel perdido numa das bases dos piratas, vivendo principalmente na cozinha onde caiu na graça da Madame, mas o poder limitado dela não o socorreu de ser usado várias vezes por piratas com diferentes gostos.

-Uma das putas mais pequenas ensinou-o os básicos de ler e escrever em troco de tarefas e responsabilidades. Ajudava para manter as contas em dia.

-Foi expulso aos 11 quando parou um pirata de matar á pancada uma das senhoras da casa. Foi acorrentado para uma das embarcações onde passou a ter a responsabilidade da (pouca) manutenção das partes desfavoritas da tripulação. O toque do sal não era desagradável de todo. Era recordado frequentemente e violentamente que não era parte da tripulação.

-Num dos confrontos mais violentos, fica gravemente ferido do braço e perna esquerda. Sem poder trabalhar durante meses, é vendido a peso de carne para um grupo de piratas conhecido por canibalismo. Graças á sua experiência de trabalhar na cozinha, consegue adiar ser o almoço, tendo que desmanchar e servir o “gado”. Avisado pelos escravos com que trabalhou antes que comer carne humana leva rapidamente á morte e/ou loucura, nunca comeu nenhuma carne , sobrevivendo dos raros vegetais e os poucos bocados de proteína não humana que apanhava. Perdeu muito peso e massa muscular entretanto.

-Demasiado fraco para trabalhar eficazmente e demasiado magro para ir para a panela, foi atirado borda fora. Graças ao seu bom trabalho na cozinha, eles deixaram como um último desejo que não fosse largado em alto mar, mas numa ilha deserta fora das rotas comerciais.

-Largado na ilha que felizmente era abundante em comida e água fresca, começa a perder a noção do tempo e do eu. Esquece-se do seu nome e idade. Começa a falar com o mar á procura de companhia, e engrava múltiplos excertos de texto quase incoerentes sobre diversos temas (estou a pensar em escrever tipo 1/2/3 excertos destes engravings como background pro site. Tava a pensar talvez em temas tipo desejo vs liberdade, algum tipo de racionalização extrema sobre desumanizar piratas, coisas assim. Que dizes?)

-Começa a ouvir uma voz de uma mulher completamente irresístivel, que se apresenta como Umberlee. As ideias de vingança enchem-lhe o espírito, mas em troca ela requer o pouco de humanidade que ele tem → Ele não sabe disto.

Bio:

Umber

Mare Nostrum UristMcTiago